Highslide for Wordpress Plugin
Homilias › 08/03/2016

3º Domingo da Quaresma, Ano C

1ª LEITURA: Êxodo 3,1-8. 13-15
SALMO: 102 (103)              
2ª LEITURA: Cor 10, 1-6. 10. 12
EVANGELHO: Lucas 13, 1-9

 

Caros Irmãos:

As leituras bíblicas desse domingo são um CONVITE À CONVERSÃO; exatamente nesse tempo de Quaresma… Os exemplos das histórias aqui narradas são apelos á reflexão e tomada de consciência e uma decisão a não escolher as coisas más.

Na 1º leitura Moisés vivia no Palácio do Faraó / adotivo do Rei/ vida de luxo e regalias. Vendo 1 homem do seu povo violentado por 1 egípcio mata o agressor em defesa da vítima. Fugiu p/ o deserto e pede ASILO a um criador de ovelhas/ casa-se c/ a filha dele/ Recomeça a sua vida > agora POBRE mas tranquila vida.

Passa a cuidar das ovelhas do sogro/ Aprende 1 lição: não se mata 1 homem e nem usar de VIOLENCIA. Agora só quer viver em PAZ.

Certo dia cuidando das ovelhas Deus lhe diz: Vi a aflição do meu povo/ ouvi seus clamores/ vou livra-los das mãos dos egípcios.

MOISÉS percebe que Deus precisa dele se levanta e sem objeção vai dizer ao povo o que Deus quer dele.

O povo quer saber quem é Deus.

É o Deus dos vossos pais: Seu nome 6.700 na Bíblia “Eu sou aquele que sou” Eu serei aquele que serei (NOME ESTRANHO).

Vereis o que vos farei – Provem quem eu Sou e creiam. sou o Deus que se compadece e participa das ALEGRIAS E AFLIÇÕES DO SEU POVO. Deus não fica insensível às lágrimas e gemidos dos irmãos – e assume a cauda: é LIBERTADOR.

EVANGELHO: narra na 1º parte 2 relatos históricos. Alguns peregrinos galileus vêm oferecer sacrifícios no Templo (Páscoa) e se envolvam numa encrenca que acaba em morte. Talvez se exasperaram pois c/ sentimentos de liberdade e repulsa a opressão, com atitudes ríspidas aos soldados fizeram PROVOCAÇÕES, dando ponta pés e socos. Pilatos sabendo do fato para garantir ORDEM e prevenir REBELIÕES  ordena INTERVENÇÃO dos soldados que sem respeito ao Templo (lugar sagrado) massacram os infelizes galileus.

Para os Israelitas um gesto BRUTAL E SACRÍLEGO à morada de Deus.

Alguns vão contar a Jesus, mas alegam que os galileus eram pecadores – na verdade o criminoso é Pilatos e os malvados soldados romanos.

Querem uma severa declaração de Jesus – uma tomada de posição.

Jesus surpreende os interlocutores exaltados – não profere palavras imprudentes/ não põe lenha na fogueira/ não insita á violência/ mas convida a tirar uma lição e faz um apelo á conversão. Ele cita outro exemplo: a morte de 18 pessoas, vitimas de uma fatalidade, durante a construção de um aqueduto perto da piscina de SILO É – onde desaba sobre eles uma torre. Jesus afirma que essas pessoas não foram punidas por causa de seus pecados – mas vitimas da FATALIDADE outros podiam estar nos seus lugares. Jesus amaina os ânimos – Violência gera violência: gestos impulsivos estragam. Jesus convida todos a reflexão e CONVERSÃO. Propõe mudança de mentalidade/ propõe um mundo novo.

Porisso narra a parábola da figueira que produz frutos saborosos – (símbolo da prosperidade e da Paz) – A figueira deixa de produzir frutos. Poderia ser arrancada e ir ao FOGO/ Mas Deus é como aquele agricultor que espera/ é paciente e TOLERANTE com a fraqueza humana/ é compreensivo com a dureza da nossa mente e do nosso coração. NÃO APROVA O MAL mas ALIMENTA O BEM.

Quem ouviu essa mensagem do Evangelho, deve se convencer: DEUS espera FRUTOS SABOROSOS E ABUNDANTES.

É um convite: devemos plantar/ adubar/ aguar com os bons conselhos do Evangelho. Só homens de fé/ de amor/ ouvirão o apelo do Senhor e agirão assim.

Quaresma é tempo de graça/ como um novo “ANO  PRECIOSO” que concedido para que a FIGUEIRA produza frutos. Se ainda não decidimos converter-nos, modificando nossos pensamentos, nosso projetos, nossas atitudes, chegou a hora de fazê-lo agora.

Louvado seja….

Pe. Silvio Roberto dos Santos.
Pároco.

Imprimir